7 dicas de sobrevivência para startups na crise do Coronavírus

Acredito firmemente que o impacto humano e social do COVID-19 será severo, embora estejamos no estágio mediano desta epidemia. Se nós, como comunidade, pudermos dar as mãos e usar métodos como isolamento social e outras coisas para retardar a propagação desse vírus, poderemos sair desse túnel escuro, mas não podemos impedir a propagação do novo Coronavírus, e isso causará também um forte impacto financeiro nas empresas.

Para startups, este será um momento particularmente difícil. Nas recessões de 1982, 2000 e 2008, o financiamento de startups secou. 

Mas como elas podem driblar esse impacto econômico?

Vise o básico, apenas para manutenção
Isto é muito claro. Se você não sobreviver, não há tendência de alta. Então, todas as estratégias abaixo são sobre sobrevivência. É hora de abandonar os planos legais de se tornar uma grande empresa com produtos espalhados pelo mundo. Nada disso importa se você não sobreviver.

As startups geralmente não morrem devido à falta de idéias, mas morrem porque seu dinheiro está sendo consumido; portanto, planeje economizar e ser rigoroso nesse plano. 

Mantenha o básico, sem novos projetos por pelo menos 12 meses, pois mesmo que a crise do COVID-19 se resolva mais cedo, deixará suas consequências, especialmente para as startups.

Repense a captação de investimentos
Os investidores continuarão a investir, mas você deve esperar o quanto puder por financiamento de menores juros, geralmente quando há incentivo do Banco Central. Se for necessário, aguarde pelo menos até esse momento.

Quanto às atuais empresas do portfólio, a súbita contração do mercado, juntamente com quase todas as interrupções nos negócios, levará à suspensão de financiamento. Embora empresas de investimento ousadas e investidores angelicais possam ter dinheiro para investir, a retirada levará a um modo de triagem (como ocorreu nas crises anteriores), onde os investimentos serão em empresas criteriosamente selecionadas.

Mesmo algumas boas empresas não serão financiadas. Você deve presumir que essa situação continuará mesmo após o final da crise epidemia.

Fusões e aquisições que aguardem
Se você já estava negociando, aguarde o cenário voltar para as mesmas circunstâncias, isto é, até que a crise e seus reflexos terminem.

Se você tiver sorte, poderá pedir uma ajuda e apoio aos seus atuais investidores, mas já espere que seja muito arriscado, isto é, caro, e apenas se você tiver um plano para fazer o dinheiro durar por um longo tempo. E acho que é sempre aconselhável se comunicar bem com os acionistas, dando-lhes más e boas notícias.

Repensar as receitas
Se você possui contratos e negócios em andamento com o governo, não forneça. A maioria das grandes empresas e clientes do governo, especialmente as pequenas e médias empresas, também entrará no modo de sobrevivência.

A menos que você forneça um produto ou serviço que eles considerem crítico, espere que a receita seja adiada por pelo menos seis meses e possivelmente por um período mais longo, mas se seus contratos existentes contiverem condições para cancelamento, coloque alguns deles em vigor ou, antes, alinhe bem com o seu fornecedor, se for o caso.

Reduzindo o tamanho da empresa
Embora seja uma decisão difícil, é necessário sobreviver neste momento. Onde muitas empresas terão que voltar ao básico, como reduzir os salários em até 50%, e incentivar os funcionários a serem pacientes nesse estágio.

Reduza também suas despesas com marketing e vendas, para que seus clientes voltem a comprar novamente nas mesmas quantidades, geralmente reduzindo suas despesas para manter seu saldo de caixa, conforme mencionado acima.

Aumento de caixa sem ações
Seja criativo ao encontrar fontes críticas de sobrevivência, incluindo a capacidade de fazer acordos de curto prazo que ajudem a resolver uma crise imediata. Essas são as coisas que você não pensaria em fazer há três meses, por exemplo, mas que você pode repensar devido às circunstâncias.

Encontre fontes de liquidez que não sejam patrimoniais, pense em maneiras de obter subsídios do governo e você pode explorar programas que foram desenvolvidos para ajudar pequenas empresas.

Oportunidades
Muitas startups são frequentemente criadas durante recessões de mercado. Se você tem uma maneira de transformar parte ou todos os seus negócios em parte de uma solução para o problema COVID-19, você precisa pensar muito para fazer isso. Por exemplo, mesmo quando a GM fecha fábricas, analisa a possibilidade de fabricar ventiladores.

Embora exista um grande desequilíbrio econômico que afetará pequenas e grandes empresas, ainda existem algumas oportunidades, especialmente para empresas que lidam diretamente com o consumidor. Lembre-se de que as pessoas ficam em casa e na Internet o tempo todo; portanto, se você vender algo que torne sua vida melhor ou mais confortável e divertida durante esse período difícil, há uma oportunidade da qual você deve aproveitar.

Existem recursos atuais de ensino on-line, ou consultoria, e se você tiver produtos ou serviços semelhantes, poderá aproveitá-los agora.
Como em todas as coisas da vida, essa crise também terminará. É difícil saber como serão os mercados quando isso acontecer, mas se sua empresa estiver viva e resiliente, haverá grandes oportunidades.

0 comentários:

Postar um comentário

My Instagram